Sempre somos cobrados pelos amigos, família ou até por nós mesmos a ser comprometidos com as coisas que começamos - projetos, estudos, filmes, seriados, livros, e qualquer outra coisa. Finalizar ou evoluir o que se começa às vezes é cansativo e chato, mas a sensação de se concluir algo é maravilhosa. O complicado é o durante, aquela etapa do processo onde não se está tão no início a ponto de desistir (não recomendo que desistam das coisas que iniciam, quando isso acumula pode gerar sensação de frustração, de não ser capaz de finalizar projetos), mas também não está tão próximo do término.
Tendo isso em mente, postarei aqui o que ando lendo no mês ou semana, enfim dependendo da frequência de leitura que vou mantendo, com a ideia de me estimular a concluir a leitura. 
Ultimamente tenho lido mais de um livro por vez, por motivos de: quando me canso de uma leitura passo para outra sem precisar necessariamente abandonar o livro - é o que eu faria normalmente, sem essa rotatividade. E o meu conselho para quem quer começar a ler muitos livros por vez é de escolher diferentes gêneros, por exemplo, um de autoajuda e um de suspense...
Partimos então para o que ando lendo.

Imagem via
Sinopse: "O que torna a mulher francesa tão única e irresistível? A pergunta, que já foi feita milhares de vezes, agora é respondida de forma definitiva por quatro parisienses tão autênticas e charmosas quanto diferentes entre si. 
Em uma abordagem nova e divertida sobre o que é realmente ser uma parisiense hoje em dia — como elas se vestem, se divertem e se comportam —, a embaixadora da Chanel e musa da Lancôme Caroline de Maigret, a escritora Anne Berest, a produtora Sophie Mas e a jornalista Audrey Diwan são surpreendentemente francas e sem rodeios. Falando sobre filhos, relacionamentos, trabalho, estilo, cultura e muito mais, revelam seus segredos e defeitos, fazem piada dos próprios sentimentos e comportamentos complicados, e até admitem ser esnobes, um pouquinho egocêntricas e imprevisíveis. Mandonas e cheias de opiniões, sim, mas também meigas e românticas."

Imagem via
Sinopse: "Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo.
Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação. A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele...
Essa mensagem irá mudar completamente o mundo."

Imagem via
Sinopse: "Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas. Enquanto isso, Lincoln O’Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho – ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser “agente de segurança da internet”, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers – e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. 
No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonado por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria...?"

É isso... E vocês, o que andam lendo?
Beijos,
Gabi


Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...